quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Como é Difícil Escolher um Nome...

Quando um casal recebe a noticia que um filho está a caminho, normalmente é aquela euforia, se for o primeiro, reações das mais diversas...o tempo passa, descobre-se o caminho do gerar, do cultivar, um desejo de se conhecer o fruto desse semente. Com o tempo também se vive uma angustia: que nome terá?

As pessoas costumam criar muitos nomes em suas cabeças até escolher um, e nem sempre o resultado cai no gosto das pessoas à volta, porém são sempre justificáveis, aliás, os pais da criança sempre sabem o que estão fazendo...será?

Bom, no vinho o processo é semelhante, muitos acabam por optar pelo tradicional, pelo usual, mas muitos inovam e muito.

terça-feira, 23 de setembro de 2014

A Roda Astrológica do Vinho


 Dizem os astrólogos que vivemos a era de aquário, um período onde as pessoas vertem suas águas, ou simbolicamente, deixa seus sentimentos fluírem, ainda na posição de joelhos o que nos remete à figura da humildade. Fevereiro foi o mês dos aquarianos, além desse que escreve temos muitos outros. À minha volta estou cercado, é provável que à sua também tenha. Os estudiosos no tema se referem aos aquarianos como aqueles que estão à frente do seu tempo, vivem no mundo das ideias, mas são amorosos e dedicados.

Esse assunto veio à baila e me peguei pensando que não tinha pensado em uma relação astrológica com os vinhos, mas se os vinhos biodinâmicos estão tão ligados a diversos mistérios, será que os astros influenciam nos vinhos ou nas uvas?

Comecei a pensar nesse paralelo, se um vinho fosse...

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

Vinho Sensual?

Recentemente uma data inusitada foi comemorada: O Dia do Sexo!

Nossa sociedade desde tempo em que sabemos civilizada trata o sexo com tabus e outras diversas bandeiras, até a diversidade. Durante o final da idade moderna e o inicio da nossa época esse tema foi abordado por uma visão mais intimista, mais individual, o romantismo tratou de trazer uma estética menos racional, instintiva fazendo fluir uma fantasia, que culmina no erotismo dos anos 20 aos dias atuais.
Sabemos que hoje há uma cultura mais agressiva, explicita, propondo um liberalismo que muitos acreditam ser o ideal, como se o corpo fosse um território à parte da alma. Se traduzíssemos esses movimentos ao vinho, essa visão é como se dissociássemos o liquido vinho do seu produtor, ou sua origem, e teríamos um vinho pelo vinho.

Particularmente gosto da visão de prazer que o vinho nos dá, por isso a ideia de sexo pelo sexo jamais me deixou à vontade. Para ser bem honesto o sexo nu e cru é para mim como beber um vinho só para se embriagar, não tem graça!

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Comida de Buteco vai bem com Vinho?


E vai chegando a hora dos Happy Hour mais intensos. A chegada das temperaturas mais altas nos anima sair mais, fazer um pit stop num buteco depois do trabalho é sempre um programa que vem à cabeça. Muitas vezes é o programa da noite. Nessa hora o mais comum é pensar na cervejinha bem gelada, mas e se naquele fim de tarde a vontade é beber um vinho? 

Só por uma questão de resistência não se deve fazer essa combinação. Os fermentados, vinho e cerveja são realmente primos, um é mais leve e comumente servido mais gelado, mas em si eles podem cumprir um papel semelhante, e o mais importante ser o liquido da boa conversa.

Fiquei pensando no mais usual, naquilo que quase sempre pedimos quando estamos num botequim e o que seria (de modo geral) o vinho ideal.

O carpaccio, aquelas fatias fininhas de carne ou em alguns lugares peixe. Esse é o mais tranquilo, a carne, o molho e o queijo são agradáveis a um vinho tinto, com pouca passagem em madeira ou nenhuma, vinho fáceis de encontrar como um malbec (Argentina) ou carménère (Chile). Se a escolha for pelo de peixe, no caso do salmão os tintos acima ainda vão bem, se for de peixe branco, um sauvignon blanc (Chile) ou um espumante brut (seco) nacional.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...